segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Nariz, nada.

Gracinha

Cheiro, meleca, pêlos, cheiro, cheiro, dedos, meleca peluda, cheiro. Essa é a rotina do nariz. Muita sofrida, como podem contemplar.

Coitados dos narizes. Sofrem muito preconceito, pois hospedam uma das piores excretas do ser humano: o muco narino, ou popularmente conhecido por apenas meleca.

Todos odeiam melecas, e por isto passam a odiar também os narizes. Isso não é certo. Eles não têm culpa, apenas são os hotéis 5 estrelas das hospedeiras corizas.


Meleca ficando famosa.

Outro motivo que contribui para o ódio mútuo em relação a essa parte facial é que ela seja um lugar propício para o aparecimento de perebas, cravos, espinhas e afins.

Esse motivo faz com que os adolescentes (literalmente) explodam de raiva ou de pus. Mas eles não entendem que não é culpa do pobre nariz, e sim da péssima pele oleosa e sedenta de nutrientes desses pré-adultos.

Tudo se resolveria se vocês comessem brócolis ou jiló. Tsc, tsc, crianças frescas não são bem vindas aqui.

Então, molecada, depois de ler esse artigo pense no nariz como um aliado, e não como um inimigo. Não é nada demais.

Beijo me liga pra gente comer meleca com o técnico da Alemanha.

Ps.: se achou isso um artigo nojento vá fungar em outra freguesia. Hunf.

9 comentários:

  1. HUAHUAUAHAUHUHAUHAUAHUA,por mim, a imageme ovídeo foram os melhores do seu blog INTEIRO!!!

    ResponderExcluir
  2. sua leiga,mto mto mto mto mto mto mto mto mto mto mto legal!

    ResponderExcluir
  3. HUUAHUAHAUHAUHAAUHUHUHUHUHHHAHAHAAHHAHAHAHAHAAHAHA

    ResponderExcluir
  4. Muito legal o seu blog, Bruna!
    Um dos meus primeiros comentários...
    rsrsrs...
    Beijos!Papai te ama!

    ResponderExcluir